Pesquisar este blog

Novidades!!!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Cisma na Neofrat: Bouchacourt, rápido e rasteiro!

Claro que a carta dos insatisfeitos-mas-ainda-sub-Fellay priores franceses assinada junto com chefes de 3 comunidades amigas da Neofrat não iria ficar sem resposta por parte do impoluto Superior. E a resposta não se fez esperar. E foi bem ao estilo Fellay de ser: vingativa. Não em primeira pessoa, of course, mas através do lacaio mais devoto, o sabujo de batina Christian Bouchacourt. Nem pouparam o escândalo, publicando a resposta no site oficial da Neofrat francesa, onde informam que o célebre Superior do Distrito francês removeu os insatisfeitos de seus cargos de chefia, "condenando veementemente este ato subversivo, preparado em segredo, para desestabilizar o superior e tomar como reféns os fiéis" (tradução livre e grifos nossos).  





Daí, vem a pergunta que não quer calar: eles vão acatar a decisão externada por Bouchacourt ou vão fazer o que já deveriam ter feito em 2012? Ou seja - desenhando para os mais desavisados - será que agora vão deixar essa aventura rocambolesca e voltar à Igreja Católica?  

Pergunto, primeiro porque Fellay mesmo afirma que pretende estar em plena comunhão com a Igreja de Francisco, que reputa "católica", pelo visto. Em sendo assim, significa que ele afirma que está fora da Igreja que ele reputa ser católica... E uma vez que não tem como estar dentro e fora da Igreja ao mesmo tempo, eles devem decidir logo o que pretendem fazer, porque ninguém sabe o dia de amanhã, se estaremos vivos ou não. E se eles estão com Fellay, obviamente estão fora da Igreja Católica, ou pretendem deixá-la para se integrar à igreja nascida do CVII. 

Depois, pergunto porque já na carta se vê uma certa fraqueza de argumentos e de contestação, além da linguagem modernista que a impregna. Não me inspirou confiança. Como bem diz meu irmão Carlos José, quem quer faz. O que eles pretendiam com a carta? Sensibilizar o Superior? Os fiéis? Acordá-los desse transe em que vivem? Ou não passa de um mero "desabafo" público? 

Bom, saberemos a resposta pela reação deles. Se eles se calarem "obedientemente" às determinações do superior sabujo e continuarem submissos ao traidor Fellay... talvez não tenha passado mesmo de um desabafo. Se eles saírem em peso, sem titubear, sem olhar para trás, sem se importar com a cama macia e o prato farto e quente... é um bom sinal. Contanto que não caiam no conto do bispo de Kent

Enfim, continuemos em oração para que os cegos enxerguem e os surdos ouçam. Enquanto é tempo. 



Fonte: http://fsspx.news/fr/news-events/news/propos-dune-lettre-de-quelques-prêtres-aux-fidèles-du-district-de-france-29711. (É bom assinar as newsletters, ficamo a par das coisas sem precisarmos perder tempo com isso.)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA